PERGUNTAS FREQUENTES

  • O que é a Rede MOBI.E?
    É uma rede composta por postos de carregamento para veículos elétricos maioritariamente situados em espaços de acesso público.
  • O que é a MOBI.E, S.A.?
    É uma empresa pública que, por indicação da tutela assegura a gestão dos fluxos energéticos e financeiros resultantes das operações da rede de mobilidade elétrica.
  • O que é um posto de carregamento?
    É uma infra-estrutura que permite o carregamento das baterias dos veículos elétricos, que podem ser de carregamento normal ou carregamento rápido. Em ambos os casos, o posto é composto por um um módulo de comunicação, que atua como interface entre utilizador e a Rede MOBI.E, permitindo autenticação de utilizador, registo de consumos e outras funcionalidades. Distinguem-se pelo tipo de tomadas que possuem para efetivar o carregamento e o tempo de carregamento dispendido. Os postos de carregamento normais possuem tomadas incorporadas aos quais o utilizador acopola um cabo de carregamento. No caso dos postos rápidos, os equipamentos possuem cabos próprios para ligar ao veículo.
  • Quantos postos de carregamento existem?
    Atualmente existem mais de 500 postos de carregamento que correspondem a cerca de 1250 pontos de carregamento (tomadas).
  • Quantos operadores de mobilidade existem?
    Consulte aqui a lista de operadores de postos de carregamento.
  • Existe App Mobi.E para sistemas iOS e/ou Android
    Estarão disponíveis apps para sistemas iOS e Android a partir do início de 2017
  • Adesão à Rede MOBI.E (Particulares)
    Para utilizar a Rede MOBI.E basta dirigir-se ao website (www.mobie.pt) no menu principal clicar em Adesão. Será depois solicitado o preenchimento de vários campos obrigatórios para o efeito e após terminar o registo, o pedido é processado e o cartão MOBI.E enviado para a morada indicada. O prazo médio até à entrega do cartão é de 10 dias úteis a contar da finalização do pedido.
  • Adesão à Rede MOBI.E (Empresas)
    No website (www.mobie.pt) a secção Adesão já possui um formulário próprio para empresas, sendo que após o preenchimento de vários campos obrigatórios para o efeito, o pedido é processado e o cartão MOBI.E enviado para a morada indicada. O prazo médio até à entrega do cartão é de 10 dias úteis a contar da finalização do pedido.
  • Extravio de Cartão (Pedido de 2ª via)
    Particulares
    Enviar e-mail para mobie@mobie.pt a solicitar envio de cartão de substituição e cancelamento de cartão original por extravio. Identificar o máximo de informação possível, designadamente, nome, NIF, número do cartão para que seja possível identificar o cartão extraviado.

    Empresas
    Em caso de se tratar de um utilizador 'Empresa', o e-mail deve também listar os números dos restantes cartões requisitados em nome da empresa para que seja possível despistar o cartão extraviado. O prazo médio até à entrega do cartão é de 10 dias úteis a contar da finalização do pedido.
  • Que modos de carregamento existem?
    Existem 4 modos de carregamento:
    • - Modo de Carga 1: Referente ao carregamento normal nas tomadas industriais com um carregador normal do veículo (normalmente motas e veículos semelhantes)
    • - Modo de Carga 2: Referente ao carregamento normal nas tomadas industriais com recurso a um adaptador de controlo integrada no cabo (normalmente carros)
    • - Modo de Carga 3: Referente ao carregamento normal nas tomadas Mennekes com um carregador normal do veículo
    • - Modo de Carga 4: Referente ao carregamento rápido, utilizando um carregador que altera as caracteristicas da corrente fornecida ao veículo (passando de corrente alternada para contínua)
  • Tempos de carregamento
    • - Posto de carregamento normal (3,7 kWh): cerca de 6-8 horas para 100% da capacidade
    • - Posto de carregamento 'semi-rápido' (22kWh): 1* hora para 80% da capacidade
    • - Posto de carregamento rápido: 20-30* minutos para 80% da capacidade

    *A duração do carregamento do VE está dependente das carateristicas do carregador on-board do mesmo.
    Os valores dos tempos de carregamento apresentados são valores de referência da performance do posto.
  • Tenho um carro a gasolina/gasóleo, por que devo trocar o meu veículo por um veículo elétrico?
    • - Posto de carregamento normal (3,7 kWh): cerca de 6-8 horas para 100% da capacidade- Posto de carregamento 'semi-rápido' (22kWh): 1* hora para 80% da capacidade- Posto de carregamento rápido: 20-30* minutos para 80% da capacidade

    Um veículo elétrico é acima de tudo um veículo mais amigo do ambiente. Possui uma maior eficiência energética que o veículo a combustão interna e não emite localmente gases poluentes ou com efeito de estufa. Além disso, os custos de utilização e manutenção de um veículo elétrico são inferiores ao de um veículo convencional. Paralelamente, até ao final de 2016, todos os carregamentos efetuados em pontos da rede MOBI.E são absolutamente gratuitos para o utilizador.

  • Quanto pago para carregar o meu veículo elétrico ou híbrido plug-in na Rede Mobi.E?
    Até finais de 2016 o carregamento na rede MOBI.E é gratuito. A partir de 2017, o valor a pagar dependerá das condições contratualizadas entre o utilizador e o Comercializador de Eletricidade para a Mobilidade de sua escolha.
  • Onde posso adquirir um Veículo Elétrico?
    Estão à venda diversos modelos de veículos elétricos, sendo que a área da mobilidade elétrica é já uma aposta de muitos construtores automóveis. Sugerimos a consulta das páginas dos representantes das marcas em Portugal para uma decisão informada.
  • Que incentivos existem para a aquisição de um veículo elétrico?
    1. Particulares

    • Veículos 100% Elétricos
    • - Incentivo de 2.250€ para aquisição de veículo elétrico, sem obrigatoriedade da entrega de um veículo com mais de 10 anos, aos primeiros 1000 veículos (através do Fundo Ambiental);
    • - Isenção do pagamento do ISV (Imposto sobre veículos) e do IUC (Imposto Único de Circulação).

    • Veículos Híbridos
    • - Redução de 75% do ISV para veículos híbridos plug-in que tenham uma autonomia mínima, no modo elétrico, de 25 quilómetros, resultante da aplicação da tabela A constante do n.º 1 do artigo 7º, do Anexo I do Código do Imposto Sobre Veículos, até ao limite de 562,5€ (de acordo com o Artigo 191º da Proposta de Orçamento de estado para 2017), sem obrigatoriedade da entrega de um veículo com mais de 10 anos.

    2. Empresas

    • Veículos 100% Elétricos
    • - Incentivo de 2.250€ para aquisição de veículo elétrico, sem obrigatoriedade da entrega de um veículo com mais de 10 anos, aos primeiros 1000 veículos (através do Fundo Ambiental);
    • - Isenção de Tributação Autónoma;
    • - Isenção do pagamento do ISV (n.º 2 do artigo 2º, do Anexo I do Código do Imposto Sobre Veículos) e IUC (alínea d) do n.º 1 do artigo 5º, do Anexo II do Código do Imposto Sobre Veículos);
    • - Dedução da totalidade do IVA das despesas relacionadas diretamente com viaturas de turismo elétricas, incluindo a compra, aluguer, utilização (custo da energia, por exemplo) ou reparação;
    • - São aceites como gastos as depreciações das viaturas ligeiras de passageiros ou mistas, na parte correspondente ao custo de aquisição ou ao valor de reavaliação até ao valor de 62.500€.

    • Veículos Híbridos
    • - Redução de 75% do ISV para veículos híbridos plug-in que tenham uma autonomia mínima, no modo elétrico, de 25 quilómetros, resultante da aplicação da tabela A constante do n.º 1 do artigo 7º, do Anexo I do Código do Imposto Sobre Veículos, até ao limite de 562,5€ (de acordo com o Artigo 191º da Proposta de Orçamento de estado para 2017), sem obrigatoriedade da entrega de um veículo com mais de 10 anos.
    • - Dedução da totalidade do IVA das despesas relacionadas diretamente com viaturas de turismo elétricas, incluindo a compra, aluguer, utilização (custo da energia, por exemplo) ou reparação;
    • - São aceites como gastos as depreciações das viaturas ligeiras de passageiros ou mistas, na parte correspondente ao custo de aquisição ou ao valor de reavaliação até ao valor de 50.000 €;
    • - A taxa de Tributação Autónoma sobre encargos com veículos híbridos plug-in varia entre os 5% e os 17,5% de acordo com o valor de aquisição da viatura.

    Ainda, em algumas cidades nacionais (como por exemplo Lisboa) o estacionamento de veículos elétricos não é pago, na via pública.